Decoração, Novidades 21/12/2017

Adega em casa: confira 4 dicas para montar a sua

O vinho é uma das bebidas mais apreciadas do mundo e cada vez mais pessoas mergulham no mundo da vinicultura para conhecer os detalhes contidos em uma boa garrafa. Ideal para acompanhar um jantar romântico ou para receber amigos e familiares, a bebida deve ser estocada com cuidado, portanto, nada mais adequado do que uma adega em casa para preservar as propriedades desenvolvidas com maestria na produção de cada tipo de vinho.

Prepare o bloco de notas porque você vai conhecer agora 4 dicas para montar uma adega que vai garantir a qualidade do seu estoque. Acompanhe!

1. Determine o local da adega

A conservação do vinho depende da proteção contra luminosidade e da estabilidade de temperatura. Por isso, o local que receberá a adega deve atender a esses requisitos. No melhor cenário, a estrutura é montada no porão da casa, ambiente que, normalmente, já é parcialmente apropriado para esse fim.

No entanto, na falta desse espaço ou na decisão de colocar o estoque de vinhos em local mais próximo das áreas sociais da casa, a opção é adquirir uma adega climatizada, disponível em vários tamanhos e estilos para satisfazer qualquer projeto.

2. Controle a umidade e a temperatura

Com a adega montada, o controle de umidade e temperatura é fundamental. A temperatura ideal para a conservação, em uma situação na qual vários tipos de vinhos são guardados juntos, fica entre 14°C e 16°C. Entretanto, as características dos brancos e espumantes são preservadas melhor em temperaturas mais baixas, de 10°C a 12°C para os primeiros e 8°C para os últimos.

A umidade, por sua vez, deve ser mantida em 70%, no mínimo, e 80%, no máximo. Abaixo dessa faixa, as rolhas correm o risco de ressecar, permitindo a entrada de oxigênio na garrafa. Acima disso, criam-se condições para o surgimento de fungos.

3. Invista em utensílios para vinhos

Todo esse cuidado não estaria completo sem os utensílios próprios do consumo de vinho. O saca-rolhas, é claro, aparece como integrante desse conjunto, mas as taças corretas são indispensáveis para experimentar toda a potencialidade dos mais diversos vinhos. Da bordeaux para os mais complexos à flute para os espumantes, os modelos são variados, então, tenha na sua coleção as taças certas para as garrafas que pretende estocar.

Considere decanters, corta-gotas, aeradores e termômetros para completar a coleção. Uma tábua de cortes para os acompanhamentos também é uma boa escolha.

4. Faça a sua seleção de vinhos

Finalmente, não há adega sem vinhos! A escolha natural é selecionar vinhos conforme o seu gosto e o de seus convidados. Mas, para assegurar que sua adega agrade a todos, o estoque deve ter proporcionalmente mais vinhos tintos (com maior presença de encorpados, acompanhados de leves), exemplares de brancos ocupando uma quantidade média e alguns espumantes e rosé como complementos.

Com essas dicas, o seu projeto de montar uma adega em casa tem os pressupostos fundamentais para satisfazer os paladares mais exigentes e entregar uma experiência sofisticada para a decoração de seu lar.

O que achou do conteúdo? Não perca nenhuma novidade imobiliária de alto padrão. Siga-nos nas redes sociais, estamos no Facebook e no Instagram!