Acabamentos 12/09/2018

5 tipos de revestimentos para usar na decoração de um apartamento

Todos sabemos que uma boa decoração tem o poder de valorizar e transformar completamente qualquer ambiente, mas o que muitos desconhecem — ou não prestam a devida atenção — é que, na hora de decorar, os tipos de revestimento também fazem toda a diferença no aspecto de qualquer espaço.

Atualmente, existem diversas opções no mercado para revestir as paredes e os pisos do seu lar. Algumas mais fáceis de instalar (que o próprio morador pode fazer) e outras mais complexas, que requerem um profissional especializado. A boa notícia é que há opções para todos os gostos, estilos e preferências!

Ficou curioso para saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura e confira 5 opções para arrasar na hora de escolher os tipos de revestimento para o seu apartamento!

O que é revestimento?

Um revestimento é caracterizado pelas camadas externas (chamadas de alvenarias) que cobrem as estruturas de paredes, pisos e tetos. Ele é o responsável pelo acabamento que proporciona um efeito visual diferenciado.

Muitas pessoas confundem revestimento com piso, mas a diferença é muito simples: os materiais que compõem os pisos só podem ser utilizados no chão, ao passo que o dos revestimentos podem ser instalados tanto nas paredes quanto nos pavimentos.

Quais são os tipos de revestimento?

Como mencionado acima, há diversos modelos e opções de revestimentos disponíveis no mercado. Confira 5 deles:

1. Porcelanatos

Apesar de serem normalmente utilizados em pisos, os porcelanatos também podem ser instalados nas paredes, sendo muito utilizados para imitar painéis de madeira. Esse material está disponível em diversas cores, texturas e formatos, e por isso consegue agradar e suprir às necessidades dos mais diferentes estilos de decoração.

O único ponto negativo é que seu valor de mercado costuma ser um pouco superior aos demais tipos de revestimento, mas quando o custo-benefício é colocado na ponta do lápis, geralmente costuma valer muito a pena.

2. Ladrilhos hidráulicos

Eles já estiveram muito na “moda” lá nas primeiras décadas do século XX e depois ficaram esquecidos por mais de 50 anos. No entanto, voltaram com tudo nos últimos anos e, ao que tudo indica, dessa vez foi para ficar.

O ladrilho hidráulico é bastante versátil e pode ser usado tanto em áreas externas quanto internas, em paredes ou pisos, dando um visual vintage e sofisticado. Ele é bastante resistente, mas quando comparado aos produtos de cerâmica, ainda desgasta um pouco mais conforme o uso.

3. Azulejos

São materiais de cerâmica caracterizados, em geral, por uma superfície lisa e polida, que é coberta por uma camada esmaltada. Estão disponíveis em uma enorme variedade de estampas, desenhos, cores, tamanhos e formatos, podendo combinar com os mais diversos tipos de ambientes e objetos decorativos.

4. Pastilhas

Também chamadas de microazulejos, as pastilhas são, assim como os azulejos, produtos feitos de cerâmica e têm uma ótima durabilidade. Além disso, é um revestimento bastante resistente, sendo utilizado em locais com muita umidade, como banheiros, lavanderias e cozinhas.

É possível revestir uma parede inteira com pastilhas ou colocar apenas algumas faixas, complementando o revestimento de azulejo.

5. Papéis de parede

Embora muita gente não saiba, os papéis de parede também são considerados revestimentos e são uma opção por serem fáceis de instalar e terem ótimo custo-benefício.

Eles podem ser acetinados e não acumular poeira (ideias para quem sofre com alergias), texturizados e de vinílico — essa última opção mais resistente e durável.

Afinal, qual é a importância dos revestimentos?

Como visto, os revestimentos são peças-chave que modificam e melhoram a aparência de qualquer ambiente. Além disso, esses itens devem receber tanta importância quanto qualquer outro aspecto decorativo.

Gostou de saber um pouco mais sobre os tipos de revestimento? Então aproveite a visita e veja os motivos de optar por uma decoração minimalista no seu apartamento!

Nós entramos em contato