Novidades 21/09/2021

Jardim Vertical: descubra como montar o seu

Plantas são sempre uma ótima escolha para a decoração de casas, apartamentos e espaços no geral, desde lojas até escritórios. Elas trazem um clima aconchegante, refrescam e são capazes de transformar um ambiente, dando muito mais vida e estilo, não é mesmo? Contudo, quando se fala de casas e apartamentos, a ideia é sempre poupar espaço, mas sem deixar de caprichar na decoração. E é aí que surge a ideia do jardim vertical, que permite inserir as plantas sem ocupar espaço. Você já ouviu falar dele?

Se você busca montar um jardim vertical e deixar seu apartamento muito mais moderno e alegre, continue a leitura deste artigo. A seguir, você vai poder conferir dicas para planejar esse tipo de espaço verde aí na sua casa. Acompanhe!

O que é um jardim vertical

Também conhecido como parede verde, o jardim vertical é muito usado por paisagistas para preencher o ambiente com um toque de natureza, mas ao mesmo tempo sem ocupar espaço. 

O jardim vertical é a união de diversas plantas e flores suspensas e cultivadas nas próprias paredes. O resultado é uma parede colorida, harmoniosa e cheia de vida dentro do apartamento, por exemplo, o que transforma o ambiente em um local aconchegante e muito estiloso.

A importância do jardim vertical dentro de casa

Ter plantas em casa por si só já traz alegria para dentro de qualquer cômodo. Mas o jardim vertical tem alguns vantagens exclusivas que vamos listar a seguir:

  • Ameniza a temperatura: plantas dentro de casa são capazes comprovadamente de reduzir alguns graus de temperatura, deixando o clima mais ameno;
  • Amigo da sustentabilidade: a sustentabilidade é o assunto do momento e a tendência é que cada vez mais as pessoas busquem alternativas que sejam amigas do meio ambiente, e o jardim vertical é uma maneira de decorar e ter um pedacinho de natureza dentro de casa;
  • Isola o barulho: as plantas têm a incrível capacidade de isolar a acústica do ambiente. Ou seja, mais privacidade dentro de casa;
  • Melhora da qualidade do ar: as plantas fazem uma espécie de limpeza no ar, deixando o ambiente mais úmido e com aquele clima fresquinho.

Erros para não cometer

Ao montar um jardim vertical, alguns detalhes não podem passar despercebidos para que você tenha sucesso no paisagismo do seu apartamento. A seguir, você confere alguns deles:

1- Ponto de água próximo ao jardim vertical

Próximo ao jardim, é importante que seja calculado um ponto de água, para fazer a irrigação das espécies conforme elas pedem. Algumas podem precisar de água todos os dias, por exemplo. Assim, com um ponto de água fica bem mais fácil.

2- Sistema de irrigação e escoamento

O ideal é optar por um sistema de irrigação automatizado, que vai distribuir a água pelas plantas de maneira regular, conforme elas precisam. Dessa forma, não é preciso lembrar de colocar água todos os dias e correr o risco de esquecer ou comprometer a qualidade das plantas se um dia você precisar se ausentar.

O sistema de escoamento bem feito também é essencial, pois garante que a água sobre da rega tenha um destino certo, para não molhar o chão da casa. Mesmo com um sistema de irrigação bem eficiente, um pouco da água acaba se perdendo, então é necessário ter um ralo ou um sistema de contenção.

3- Esquecer da manutenção correta do jardim vertical

Cada planta pede um tipo de manutenção: rega, poda, cuidados especiais, entre outros. Por isso, para manter um jardim por mais tempo bonito e com plantas saudáveis, o ideal é pesquisar a manutenção ideal de cada espécie e cuidar para que ela seja feita de forma personalizada.

4- Não pensar em uma iluminação natural adequada

A luz natural é a melhor amiga dos jardins verticais. Nos apartamentos, por exemplo, você pode optar por colocar o jardim vertical próximo a uma janela ou até mesmo na varanda ou, se você mora na cobertura, na área externa.

Plantas em ambientes muito escuros não recebem a iluminação adequada e correm o risco de comprometer a qualidade e reduzir a vida das espécies.

5- Não pesquisar os tipos de plantas ideais para esse tipo de jardim

Por fim, mas não menos importante, a escolha das espécies que irão compor seu jardim vertical é primordial para dar o toque de beleza que você precisa sem ter surpresas desagradáveis, como ter que substituir alguma espécie que não vingou por estar no lugar adequado. 

As principais plantas para colocar dentro do apartamento

Agora que você já sabe que pesquisar é uma parte importante do sucesso do seu jardim vertical, aqui ainda poderá descobrir quais são as principais espécies que se dão bem em ambientes mais fechados. Ou seja, perfeitas para montar sua parede verde. Confira!

#1 Véu-de-noiva

As flores desta espécie parecem pérolas e ficam perfeitas quando plantadas na vertical, trazendo pontos de luz para o seu jardim. Ela precisa de rega frequente apenas, e iluminação indireta.

#2 Samambaia é sinônimo de jardim vertical

A samambaia é a clássica da parede verde. Ela pode ser usada sozinha ou acompanhada de outras espécies. É muito versátil e se dá bem em diversos tipos de ambientes, basta deixar um borrifador por perto para manter suas folhas sempre úmidas.

#3 Bromélia

As bromélias vão trazer alegria para seu jardim vertical. Elas são coloridas e perfeitas para compor a parede da varanda, por exemplo, já que precisam de iluminação direta. Elas também precisam de regas diárias, mas tomando cuidado para não encharcar a terra.

#4 Jibóia

Essa é uma espécie muito resistente e uma das primeiras opções quando se fala em jardim vertical. Suas folhas grandes se destacam em meio às outras plantas, precisando de regas de duas a três vezes na semana. Uma das características da jibóia é que ela se adapta tanto em ambientes com iluminação direta, quanto em iluminação indireta.

#5 Costela de Adão

As folhas gigantes da costela de adão vão dar um ar muito moderno para o seu jardim vertical. Elas formam um volume grande e muito bonito, que deixa a parede cheia. A costela de Adão é resistente, vai bem com iluminação indireta e precisa de água a cada três dias, em média.

Como montar seu próprio jardim vertical

O primeiro passo para montar seu jardim é escolher o local onde ele será colocado. Como você já viu, esse é um detalhe importante para ter sucesso na hora de plantar suas espécies.

Depois, basta escolher as plantas que farão parte dele. Uma dica é optar por modelos que necessitem de rega em frequência parecida, para que o sistema de irrigação possa ser mais eficiente nesse ponto.

Além de contar com a irrigação, o ambiente correto e a escolha acertada das espécies, é essencial saber fazer a manutenção adequada das plantas. A poda regular é o principal cuidado, já que é o que vai garantir que seu jardim se mantenha bonito e as flores e folhas cresçam proporcionalmente.

Outro detalhe é o substrato para manter suas plantas bonitas e bem nutridas. Use um substrato especial para as espécies escolhidas no lugar da terra, como os que têm base de fibra de coco, para que durem mais e ofereçam tudo o que as plantas precisam.

Fazer um jardim vertical ficou fácil com as nossas dicas, não é mesmo? Agora, é só escolher o que quer plantar, separar um cantinho do seu apartamento e partir para a montagem do seu jardim vertical, transformando seu ambiente em um espaço lindo e estiloso. E o melhor de tudo é que sempre dá para acrescentar uma espécie nova e mudar totalmente a cara do seu jardim e do apartamento.

Além disso, você sabia que ter cada objeto certo dentro de casa – incluindo as plantas do seu jardim – no lugar faz toda a diferença para a energia do ambiente?

Para isso, existe o Feng Shui, que ajuda a organizar os pontos da casa para trazer mais harmonia ao lar! Se você quiser saber como acertar nas escolhas e aplicar corretamente o Feng Shui para atrair coisas boas, confira os princípios do Feng Shui para aplicar no seu apartamento!