Regiões 18/12/2019

6 dicas de como escolher o melhor bairro para morar

Sabemos que comprar um apartamento pela primeira vez, ou se mudar para um novo, é um momento de grande realização e conquista. Mas, é preciso pensar em diversos aspectos antes de fechar a compra, um deles é a escolha do bairro para morar.

A emoção e toda gama de sentimentos que envolve essa aquisição precisam dar espaço para atitudes práticas. Afinal, esse será o lugar onde você e sua família passarão bons e importantes anos de suas vidas.

Por isso, a escolha do local certo, atrelado ao imóvel dos sonhos, é a certeza de estar tomando a melhor decisão. Para lhe ajudar nisso, trouxemos 6 dicas que vão auxiliar na escolha do melhor bairro para morar. Acompanhe!

Como escolher um bairro para morar

É preciso considerar o tipo de imóvel que está comprando e se esse possui tudo o que precisa para atender às suas necessidades e de sua família. Assim como atentar-se à escolha do bairro para morar para que todo esse processo seja perfeito. Veja como conseguir isso com estas dicas.

1. Aceite indicações, mas também pesquise

Quem gosta do bairro onde mora costuma fazer muita propaganda para as outras pessoas. Isso é um bom indicativo que pode lhe ajudar a tomar a sua decisão. Pois, nada melhor do que a opinião de quem já vive no lugar para apontar o que vale ou não a pena.

No entanto, é preciso considerar que essa sugestão pode estar embasada em questões emocionais, como lembranças de infância e de bons momentos vividos por essa pessoa. Assim, por mais que a indicação venha de alguém de confiança, vale a pena fazer uma pesquisa mais aprofundada, seja via internet ou visitando o local pessoalmente.

2. Explore a região

Nessa visita você deve analisar todos os pontos positivos e negativos do possível bairro para morar com a sua família, incluindo até as condições dos imóveis próximos. Esse cuidado é importante para evitar morar perto de construções que possam trazer problemas futuramente, como demolições ou grandes reformas.

Faculdades e casas noturnas, por exemplo, quando muito próximos, podem ser sinônimo de barulho e grande movimentação, comprometendo não apenas o trânsito local, mas também seus momentos de descanso. Por outro lado, a chegada de novos empreendimentos ou empresas ajudam a valorizar o bairro e, consequentemente, o seu imóvel. 

3. Considere a mobilidade

Estar perto de importantes ruas e avenidas, ter acesso fácil a outros bairros e cidades, definitivamente, são pontos que pesam na hora de comprar um imóvel. Por esse motivo, a escolha do bairro para morar precisa atender a essas questões, permitindo fácil locomoção a diversas regiões, bem como uma boa oferta de diferentes meios de transporte.

Ao analisar a mobilidade do lugar, também não se esqueça de calcular quanto tempo você levará do seu novo apartamento ao local de trabalho, à casa de amigos e parentes, clubes, restaurantes e lojas que costuma frequentar e, para quem tem filhos, o trajeto até a escola e outras atividades. 

4. Analise as conveniências

Muitas pessoas preferem um bairro para morar mais tranquilo, totalmente residencial. Outras, não abrem mão da facilidade de ter pequenos centros comerciais por perto. 

Seja qual for a sua preferência, veja o que a região tem a lhe oferecer. Supermercados, farmácias, bancos, colégios, bares, academias, shoppings e outros tipos de estabelecimentos, tudo isso pode ajudar e influenciar na sua escolha, ainda mais quando essa proximidade proporciona mais qualidade de vida. 

Opções de lazer, de vida social e espaços ao ar livre devem ser considerados e estarem condizentes com a faixa etária de quem dividirá o imóvel com você.

5. Preze pela segurança

Por mais que o condomínio conte com toda a segurança interna que você e sua família necessitam, a que o bairro oferece também precisa ser analisada. 

Alguns contam com associações, sistemas de câmera e serviços particulares que garantem mais tranquilidade. Porém, é importante verificar a iluminação local, se está perto de regiões consideradas violentas ou expostas, se há vigilância ostensiva da polícia, entre outros pontos.

Uma forma de conseguir essas informações é conversando com os moradores e fazendo uma visita ao bairro em diferentes horários e dias da semana.

6. Respeite seu estilo de vida

Ainda que tudo indique que a região que está considerando seja o melhor bairro para morar, é fundamental respeitar o seu estilo de vida e a sua rotina. 

De nada adianta escolher um local que conta com boa oferta de estabelecimentos comerciais, por exemplo, mas que fique mais longe do seu trabalho do que o lugar onde vive atualmente.

O mesmo vale para questões relacionadas a barulho e circulação de pessoas. Se você prefere silêncio, ainda que isso lhe distancie de algumas comodidades, vale respeitar essa característica, especialmente quando se pensa em qualidade de vida em longo prazo. Ou seja, o bairro para morar deve ir ao encontro do seu perfil e propósito de vida. 

Escolher um bairro para morar que seja perfeito para você e para a sua família não é algo tão difícil. Seguindo essas dicas, fica ainda mais fácil. Além disso, podemos lhe dar outras informações que vão ajudar a comprar o apartamento dos seus sonhos.

Baixe o infográfico “Uma casa no campo”, descubra o que essa opção pode oferecer e se surpreenda com a possibilidade de ter um imóvel de alto padrão e todos os benefícios de uma vida mais próxima à natureza.